Notícias
17/02/2022

O saudável hábito de poupar

O assunto investir nunca esteve tão em alta como nos últimos anos. Em 2022, não será diferente. Só no Brasil, a B3 registrou um salto de novos investidores indo de 500 mil, em 2019, para mais de 4 milhões em 2021. E, mesmo com este aumento significativo de investidores, ainda, a grande maioria da população não sabe a importância de poupar e está endividada. Estamos longe de ser um País com a cultura de investir, engatinhamos sobre o tema e não entendemos nada de educação financeira.

Pesquisas mostram que a principal causa de estresse e conflitos familiares está relacionada a problemas financeiros. E, em um cenário de instabilidade da economia, desemprego, inflação e taxa de juros altas, possuir uma reserva para suprir as despesas financeiras por um período, com certeza, traz noites de sono mais tranquilas. Mas, por que só pensamos nisso no dia que precisamos?

Às vezes, criamos bloqueios como: "não me sobra nada para investir", "não sei nada sobre investimentos, por isso não invisto" ou o mais comum "agora é tarde para começar". Contudo, dificilmente paramos para pensar como começar, que pode ser tão mais simples do que se imagina. Hoje existem várias plataformas, canais e livros que trazem dicas para começar a investir e recomendo um livro que se chama "Os segredos da mente milionária". Este livro traz ideias de como mudar nossa forma de lidar com dinheiro e vai mais além.

Como especialista, a minha dica é: comece hoje! No seu próximo provento, comece guardando 5% da sua renda, formando sua reserva de emergência.  Nos próximos meses, tente cortar alguns gastos extras e tente ir subindo este percentual. E aproveite, este é o melhor momento para começar! Fazendo um cálculo hipotético, neste cenário de alta da taxa Selic e com projeção da taxa de 11,75% ao ano até o final deste ano, ao investir apenas R$ 350,00 por mês – considerando a taxa de juros projetada – é possível chegar ao montante de R$1 milhão, em menos de 30 anos. Você já pensou nisso?

 

No início, parece difícil. Você poupa, poupa, poupa e parece não ver seu investimento crescer. Mas com o tempo, o efeito dos juros compostos sopra ao seu favor, basta um pouco de disciplina e resiliência.

E aí, vamos começar?

Por Juliana Daitx, consultora de investimentos da Unicred Porto Alegre

Acompanhe a Unicred Porto Alegre no instagram @UnicredPortoAlegre