NOTÍCIAS

AGE da Unicred Porto Alegre altera Estatuto Social com foco em crescimento e perenidade da cooperativa

As alterações estatutárias aprovadas deverão estruturar a cooperativa para seguir crescendo de forma sólida, preparada para os desafios que se apresentam à frente no sistema financeiro e mercado

Em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), realizada no auditório da AMRIGS, na noite desta quarta-feira, 24, no formato presencial, a Unicred Porto Alegre aprovou importantes alterações em seu Estatuto Social. Entre as mudanças, a admissão de novos associados, a partir da ampliação das atividades que envolvem a área Saúde. As alterações são uma forma de adequação às transformações sociais e do mercado financeiro ocorridas nos últimos anos que impactam diretamente no crescimento da Cooperativa. Com olhar à frente, a instituição, assim, prepara-se para o cenário de openbanking e openfinance e outras propostas que vêm sendo implementadas pelo Banco Central do Brasil (BACEN).  

"Queremos ampliar o universo de pessoas ligadas direta ou indiretamente ao nosso foco de atuação, que é a área da Saúde, sejam pessoas físicas ou jurídicas", enfatiza o presidente da Unicred Porto Alegre, Dr. José Cesar Boeira. Ele dá como exemplo os prestadores de serviços, sócios, executivos e empregados das empresas associadas, que gostariam de fazer parte da "família Unicred Porto Alegre" e que, até então, não podiam em função das regras estatutárias para o quadro social. "Isto nos abre oportunidades para muitos novos negócios, com incalculáveis benefícios para a expansão de nossa Cooperativa", avalia. 

Outras propostas em destaque, tendo em vista a nova realidade de mercado, se referem à cota capital (valor pago na associação na Cooperativa), que antes era de R$ 3 mil, baixou para R$ 1 mil. A alteração permitirá uma maior admissão de pessoas mais jovens, universitários da área da saúde ou em início de carreira. A Unicred Porto Alegre já trabalha com o Uni4Life, ecossistema que tem por objetivo colocar a cooperativa ao lado do universitário e vem desenvolvendo produtos exclusivos para este público dentro da conta Uni, que abrange o crédito estudantil, a Renda Uni, cartões de créditos e o Uniaplic.

“Queremos estar ao lado deste público desde o início da sua vida financeira, colaborando no seu desenvolvimento, trazendo conhecimento sobre o mercado financeiro e tantos outros assuntos. Para isso, precisamos entender o mercado e seus movimentos, e a redução de cota capital vai neste sentido”, afirma o Diretor-geral da Unicred Porto Alegre, João Batista Loredo de Souza. 

Outros temas importantes foram debatidos para que logo em seguida pudessem ser votados. Houve definições sobre a composição de fundo de reserva e sobre o formato das assembleias Geral e Extraordinária, que poderão ser realizadas das seguintes maneiras: de forma inteiramente presencial; semipresencial, permitindo aos sócios votarem presencialmente ou à distância; e, ainda, virtual, exclusivamente com participação e votação à distância. Ainda se discutiu sobre ajustes legais, por orientação do BACEN, e regras estatutárias que regem os conselhos da instituição bem como a diretoria executiva. 

No início da AGE, foi também aberto um espaço para que a Unicred do Brasil pudesse levar informações sobre os procedimentos tomados em razão do ataque cibernético que a Unicred sofreu no último dia 22, quando foi possível tranquilizar os cooperados.

“Foi uma noite de puro exercício da democracia e dos ideais cooperativistas, aquilo que confiamos e acreditamos, que, através da união, somos sempre mais fortes”, declarou Dr. Boeira.

Acompanhe a Unicred Porto Alegre no instagram @UnicredPortoAlegre